terça-feira, 20 de março de 2018

NÃO SOU DE RETOQUES



"Sou amor, sou explicito, sou transparente. Não sou de retoques! O meu bem-estar e a minha paz prevalece sempre. Quanto ao meu respeito, amizade, lealdade e generosidade, atribuirei a seres humanos dignos em honesto caráter."


                                                                                                            Luciano Lucci Ramos








É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.

segunda-feira, 19 de março de 2018

OS FALSOS



Os falsos amigos ou pessoas falsas que se passam por amigos, estejamos atentos,  são o próprio veneno! Não há antídoto para evita-los, quando percebemos o engano, é tarde demais. Esses seres tóxicos comprometem a paz alheia. Oferecendo apenas a sua inveja, egocentrismo, cobiça, desonestidade, mesquinhez, mentiras e o atestado da própria infelicidade e incompetência. Pobres seres mentirosos... Nunca conhecerão o sucesso na sua integridade real. O que resta para eles são apenas disfarces com prazo de validade.  As máscaras ficam presas no rosto e caem tão brevemente, revelando a repugnância de serem medíocres e dissimulados. Infelizmente esses seres carregam o seu mau-caratismo como perfume e circulam no meio social, sorrindo em busca de vítimas para alimentar-se de confiança e interesses próprios. Vai a dica... Fiquemos espertos!








Foto: Luciano Lucci Ramos

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.

sexta-feira, 9 de março de 2018

ALMA VERDE



Sou gêmeo, sou dois, sou filho das florestas.
Dos rios, nascentes, cachoeiras, riachos, lagos e deságuo no mar.
Meu pai é das estrelas onde flanam os cometas.
Minha mãe, é minha luz de onde nasce a nobreza.
Minha força vem da natureza.

Dos ventos, provém minha cisma... minha intuição.
Da tempestade minha fúria, dos raios a razão.
Da água transparente minha gratidão.
Do aroma dos frutos, o sabor da paixão.

Do doce do mel, o meu amor.
Sou o cão fiel e o lobo assustador.
Do canto dos pássaros a minha paz.
Das matas a seiva da genuinidade se faz.

Do balançar das folhas dimana a minha audição.
Cai a negra noite, desponta a constelação.
Alumbra a minha visão.
Do rugido dos animais, ecoa a minha salvação.

Dos cristalinos orvalhos da madrugada apura o pensamento.
Das floradas o perfume dos meus sentimentos.
As minhas raízes são os meus pés, cada passo albergo os sonhos no firmamento.

Da aurora o meu sorriso.
Do crepúsculo o meu silêncio.
Minha alma verde intransponível, mas transluzente em amar tão sensivelmente.












Foto: Luciano Lucci Ramos


É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.

quarta-feira, 7 de março de 2018

O SAGRADO



Sagrado sejais a tua ausência.
Sagrado sejais a tua indolência.
Sagrado sejais a tua obediência.
Sagrado sejais o lampejo da vossa presença.
Sagrado sejais predador de vós mesmo.








Foto: Luciano Lucci Ramos

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.

terça-feira, 6 de março de 2018

ANJO ESTILIZADO



Anjo formato de sonho.
Anjo formato de dono.
Anjo formato de candura.
Anjo formato de conduta.
Anjo formato de razão.
Anjo formato de dor.
Anjo formato de pudor.
Anjo catalizador.
Anjo avassalador.
Anjo exterminador.
Voa, anjo sábio.
Voa, anjo estilizado.









Foto: Luciano Lucci Ramos

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.

segunda-feira, 5 de março de 2018

EM BUSCA DA LIBERDADE


Correr para alcançar a saída.
Na escuridão do paraíso regozijar.
Em busca da liberdade vou desnudo avançar.
No meu oblíquo caminho peculiar.
Pérvio destino com êxodo mergulhar.









Obra de arte: Humberto,1980

Foto: Luciano Lucci Ramos

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.

domingo, 4 de março de 2018

CABOCLA ESMERALDA PELE DOCE E SALGADA



O luar da Bahia, faz a claridade no oceano entontar.
Com o salitre perfume do mar.
Lindo luar, levam estrelas a mergulhar.
Cabocla das matas, olhos verdes esmeralda.

Pele doce e salgada.
Sobre as folhas selvagens molhadas de orvalhos, seu encanto reflete.

Dos riachos surgem cachoeiras noturnas, nos rios a lua imerge.
Indomável coração do sertão da Cabocla só padece.
Tão oriundo orgulho na dor envaidece o sagrado desejo, em mel enobrece.

Banhando-se em águas cristalinas, com turva alma, a misteriosa Cabocla desvanece.
Sombria tropical floresta, em recôndito capim-palma a Cabocla permanece.
Desconhecido sentimento de paixão a Cabocla prevalece.  









Foto: Luciano Lucci Ramos


É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.