sábado, 23 de junho de 2012

A PRAÇA DO JAPÃO POR LUCIANO LUCCI RAMOS


 Com área verde de 8.420 m² , trinta cerejeiras enviadas do Japão pelo Império Nipônico. A Praça do Japão é uma homenagem aos filhos do “Sol Nascente”. Curitiba é considerada a segunda maior comunidade japonesa do Brasil, perdendo apenas para São Paulo. Os imigrantes japoneses chegaram à Capital paranaense no ano de 1910. O projeto da Praça teve inicio em 1958 e concluído em 1962. Somente em 1993, foi construído o Portal Japonês. Fazem parte do cenário oriental da Praça do Japão, uma réplica do Templo Dourado de Kyoto, com 11 metros de altura e no topo da casa tem a presença de uma garça em bronze, doada por uma comitiva japonesa da cidade de Hijemi durante uma visita a Curitiba em 1994. Duas cascatas e cinco lagos artificial com carpas coloridas inspirada nos clássicos jardins japoneses fazem parte da decoração.  Além da Casa da Cultura e a Casa de Chá, ambém conta com o Memorial da Imigração Japonesa e a Biblioteca Municipal da Praça do Japão. Nesse local pitoresco podemos observar um símbolo tradicional nos jardins da “Terra do Sol Nascente” a lanterna de 1,20 m de altura esculpida em pedra e doada especialmente pela assembleia legislativa de Hyogo (estado japonês). Toda a arte e paciência dos japoneses estão presentes no Brasil desde 18 de junho de 1908, assim retratam o Buda no centro do lago da Praça traduzindo  de forma significativa a irmandade, Curitiba e Himeji. A belíssima Praça é palco de grandes atrações culturais com destaque para a atrativa “Cerimônia do Chá”, uma tradição budista milenar que promove paz e tranquilidade. Vamos tomar esse chá na Praça do Japão que está localizada no bairro de  Água Verde (um dos quatro mais nobres de Curitiba),  na Avenida Sete de Setembro, esquina com a Rua Francisco Rocha.

Fotos: Luciano Lucci Ramos - Praça do Japão - Curitiba - PR























































































Fotos: Luciano Lucci Ramos - Praça do Japão - Curitiba -PR






Fotos: Luciano Lucci Ramos


É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.