quarta-feira, 22 de agosto de 2012

DECLARAÇÃO SOBRE A EXPOSIÇÃO ESPELHO DA ARTE - A ATRIZ E SEU TEMPO

A exposição fotográfica “Espelho da Arte”, feito com tanto esmero e dedicação em homenagem à grande atriz Regina Duarte, que já nasceu uma estrela com o nome merecido, traduziu o que realmente ela é: Rainha da Arte Dramática. Assim, Regina conduziu com o seu belíssimo trabalho todas as emoções que nós, telespectadores, crescemos e acompanhamos o majestoso desempenho da nossa diva.

Eu tive o privilégio de assistir com tão pouca idade à novela “Minha Doce Namorada”, e garanto que era tão fascinante o trabalho da grandiosa Regina Duarte que até hoje fico hipnotizado ao vê-la representando, seja na televisão, no teatro ou cinema. Até mesmo em propagandas televisivas que, aliás, aos 17 anos, cativou o público com o seu carisma. E não parou mais com aquela frase “Sou apaixonada pelo seu olhar gelado”, dizia Regina numa propaganda de um refrigerador, que acabou levando a estrela para as telenovelas.

Assim, não tenho palavras para definir como uma atriz, que além de ícone da televisão brasileira, possa fazer tantas pessoas sorrir, chorar, torcer e vibrar com um mesclado de emoções proporcionado por ela através de sua arte de representar. Nós, fãs brasileiros, nos orgulhamos de ter no nosso país uma atriz como Regina Duarte. Dedico-me com todo o meu carinho e afeto em colecionar a sua brilhante trajetória artística neste ciberespaço, preservando a memória cultural da TV, teatro e cinema, que leva junto à sua história o sublime nome da nossa "Namoradinha do Brasil" ao universo das artes.

Cada trabalho novo da Regina é transbordar de alegria os nossos corações. Fico enaltecido por ter participado e colaborado com esse projeto tão merecedor através do meu blog (Regina Duarte - Namoradinha do Brasil). Obrigado Regina Duarte, obrigado a Ivan Izzo pela curadoria, obrigado ao blog “Eternamente Regina” e a todos nós fãs.

 
Espelho da Arte (convite) 



É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.