domingo, 12 de julho de 2015

PEDRA DA GALINHA CHOCA, MONUMENTO NATURAL DE QUIXADÁ - CE










Em pleno sertão central do Ceará, passei por uma das paisagens sertanejas mais marcantes na minha memória etnográfica. Quixadá, que em tupi-guarani significa “Pedra de Ponta Curvada”. As formações rochosas do local lembravam uma espécie de zoológico gigante e místico, no formato de gigantescos animais como baleia e foca.  No Vale Monumental existem vários monólitos de rara beleza, esculpidos pelo vento. Dentre eles, a Pedra da Arara que fica à 5 km do centro de Quixadá. Conhecida como “Pedra da Galinha Choca”, é um dos monumentos mais representativos da região, formado pela natureza, próximo ao Açude do Cedro. Tornou-se um dos principais cartões postas do município de Quixadá. Serviu de cenário para o filme “O Cangaceiro Trapalhão” do quarteto mais famoso da TV brasileira, Os Trapalhões: Renato Aragão, Zacarias, Mussum e Dedé. Estrelado por Regina Duarte, Bruna Lombardi, Tânia Alves e Nelson Xavier. O filme rodado em Quixadá teve a famosa galinha pondo ovos de ouro astronômicos. Numa das cenas mais pitorescas do cinema nacional. Na literatura cearense, os escritores, Jáder de Carvalho e Raquel de Queiroz inspiraram-se em Quixadá nas suas obras literárias. Também ressalto o Açude do Cedro que teve sua construção entre os anos de 1890 e 1906 por ordem de D. Pedro II e realizada pelo governo brasileiro com a finalidade de combate à seca. Sendo o 7º maior reservatório do Ceará, construído no leito do Rio Sitiá. O açude além de favorecer aos quixadaenses, banhos, pescarias, pratica de esportes náuticos, é fonte hídrica para o abastecimento do município. Atraído o turismo para a região.  Quixadá fica aproximadamente 160 km de Fortaleza. 
























FOTO: LUCIANO LUCCI RAMOS


É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.