quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

PERFIL LUCIANO LUCCI RAMOS: FOTOGRAFIA, POEMA E POESIA


Nasci na Bahia no final de outono às 18 horas, em um domingo no dia 18 de junho. Passei minha infância utilizando câmeras fotográficas e máquinas de escrever como brinquedos prediletos. Com o passar nos anos percebi que tinha uma veia artística para produções fotográficas e escrita. Tenho formação em Comunicação Social, com Habilitação em Jornalismo, pela Estácio, tornei-me fotógrafo profissional aos 17 anos, e como fonte de informação fui buscar nos livros as respostas para a minha habilidade. Especializando-me, particularmente, em fotojornalismo. A todo o momento a arte esteve presente em meus trabalhos fotográficos, como os acontecimentos corriqueiros, os provocativos e principalmente o instantâneo, fizeram a arte da imagem no decorrer da minha profissão. O realismo e o expressionismo estava mais evidente em minhas obras fotográficas. Realizei diversos trabalhos fotográficos para jornais e revistas, sete exposições coletivas e seis individuais. A minha vocação para a fotografia surgiu em um flash mágico de inspiração, quando observei pela primeira vez uma câmera fotográfica. Era uma época em que não tínhamos tanta tecnologia e eu associava algo tão poderoso e transformador, que poderia mudar o conceito do mundo, no meu íntimo.  Assim utilizando a máquina fotográfica como brinquedo predileto. Minha habilidade pela arte fotográfica foi crescendo e, aos 15 anos, iniciei minhas atividades, de forma amadora, demonstrando desenvoltura e talento pela profissão. A questão poética das imagens transcenderam para a poesia escrita.  Começava uma tradução dos sentimentos mais profundos... Os segredos não revelados, em belas palavras em poesias e poemas. Descarregar nossas sentimentalidades em páginas da vida. O amor absoluto, as lágrimas transformadas em cristal, e os sorriso da mais gloriosa plenitude de ser feliz! Assim explano todo o universo interior dos sentimentos. Quando comecei a poetizar com um gênero lírico, que desperta das minhas sentimentalidades, descobrir o firmamento mais compreensível. Uma sensibilidade mais aguçada aos aspectos metafísicos. Que transcende ao mundo fático, num contexto mais alargado na minha vida. A arte poética surgiu como o elixir para as minhas expirações afetivas e sentimentais. Hoje como poeta traduzo com vigor de uma linguagem mais estética com relação a beleza de ser; amar e acontecer de forma românica, dura e realista. Essa poesia que transcorre direto da minha sensível alma. Descobrir na escrita que posso acordar parte de mim e do hemisfério. Registrar em outros corações as respostas não respondidas por si próprio. Sou poeta, escritor e roteirista; porque transgredir os sentimentos é mudar a sua forma. Abstraindo o meu horizonte de ideias... Amo e sou amado pela minha poesia. As imagens tornaram-se um fotograma profissional e afirmando sua aptidão, exercendo-a com zelo no fotojornalismo. Hoje esse jornalista com características próprias, com a fotografia documental, tem como função, chamar a atenção para a notícia. Fico maravilhado em ver o universo extravagantemente rico que a fotografia nos proporciona, percebendo a beleza, a simplicidade e a magia dos acontecimentos inusitados que as imagens nos oferece. Um dos grandes presentes que recebi foi ver, através das lentes da minha câmera fotográfica, a alma humana, o surreal, o abstrato, o expressionismo e o paisagismo, nas características marcantes das culturas regionais, ricas em diversidade e cores. Fazer arte fotográfica é de fundamental importância para as nossas vidas. É compreender o mundo aumentando imensuravelmente a nossa capacidade de criar e aguçar a beleza e o extraordinário. É poder manusear as cores, o claro e o escuro, expressando os sentimentos mais íntimos. Como fotógrafo clico todos os acontecimentos corriqueiros. Mas, como artista, através do meu olhar fotográfico e da minha percepção, procuro transmitir vida, alma, sentimento e emoção à imagem fotográfica e as escritas poéticas.

                                                                                              Luciano Lucci Ramos



























Foto: Luciano Lucci Ramos


É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.