quinta-feira, 6 de abril de 2017

AMOR CASTRADO


Amor, amor castrado
Amor sufocado
Amor vencido
Nas estrelas, o grito doído
O teu nome na frase bendito
Na terra, treme o coração
Perde a razão
Na alma, o fogo ardido
Entre o vale não amanhecido
Para sempre trasborda minha emoção
Em exaustas lágrimas de amor e solidão.

                          Luciano Lucci Ramos







É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.