sábado, 15 de abril de 2017

VERDES SÃO AS OLIVEIRAS DOS TEUS OLHOS





Verdes são as oliveiras dos teus olhos.
Na tua saliva de vinho, o sabor do desejo.
O beijo entorpecente, ao luar reluzente.
Trincam os cristais... Uma brisa de paz!
Aglutinar sem pudor, a pele com o perfume do amor, sedutor.
A água turquesa banham os nossos corpos em nobreza.
Cobertos de estrelas, o vento surge entre as palmeiras.
Em placidez do destino, mergulhamos no crástino.
De ser quem somos, nos amando em febricitante sentir.
Entre pedras e folhagens, canto das águas doce, as margens do nosso existir.

                                                                      Luciano Lucci Ramos














Foto: Luciano Lucci Ramos


É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.