terça-feira, 9 de maio de 2017

REGOLITO DA MINHA PERCEPÇÃO


Nasci percebendo o mundo.
Dentro do meu ser... Cultivei um sonho mudo.
Conheci a pureza do ser, mas sem saber o verdadeiro querer.
No regolito da nobreza, fui ingênuo sem perceber.
Acreditei e amei em alguns seres sem obter.
O verdadeiro amor daquele que foi o meu querer.
Fui traído pela ingenuidade do meu ser.
De acreditar em alguém, sem o seu regolito saber.
A mudez dos meus sonhos, em um único grito fui entender.
Que sonhar e acredita é o mistério do ser.
A esperança da minha percepção, é o regolito da paixão.

                                                                   

                                                       Luciano Lucci Ramos



Foto: Luciano Lucci Ramos


É PROIBIDA A REPRODUÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DO CONTEÚDO DE TEXTO E FOTOGRAFIA, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR DA OBRA. PROTEGIDO PELA LEI 9.610/98.